Atividade física regular e moderada reduz consideravelmente o risco de morte por problemas cardíacos.
De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) em seu documento “Envelhecimento ativo: Uma política de saúde”, uma atividade física regular e moderada reduz o risco de morte por problemas cardíacos em 20 a 25% em pessoas com doença do coração diagnosticada, além de reduzir substancialmente a gravidade de deficiências associadas à cardiopatia e outras doenças crônicas. Assim, o Método Pilates estaria enquadrado neste contexto para prevenção primária, secundária e terciária da saúde.

Para saber mais sobre os benefícios do Pilates para a Terceira Idade, a reportagem do Jornal Araxá conversou com a professora Rúbia Costa instrutora de Pilates na Physical Studio Pilates com formação em Pilates Avançado na Obstetrícia e graduada em Educação Física pelo UNIARAXA.

De acordo com a profissional são muitos os benefícios proporcionados pelo Pilates aos idosos: alívio da dor, maior percepção dos movimentos, fortalecimento muscular, maior equilíbrio, aumento da flexibilidade, alívio do estresse, entre outros. ”A grande vantagem está na melhora da auto-estima do praticante, uma vez que ele consegue realizar uma série de exercícios físicos que até então não se julgava capaz”, completa.

O aumento do equilíbrio corporal também é um grande avanço, já que o idoso tem seu equilíbrio comprometido devido à idade. “Tudo isso sem nenhum risco de lesão corporal, já que Pilates é um trabalho aplicado com uma grande margem de segurança, não cansa e não causa dores musculares posteriores, como é o caso da ginástica convencional”, assegura.

FONTE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...