As Sociedades de Geriatria americana e inglesa atualizaram, pela primeira vez desde 2001, suas diretrizes para prevenção de quedas de idosos. As novas recomendações incluem a prática da arte marcial chinesa tai chi chuan, como uma forma eficaz de melhorar o equilíbrio. Além disso, foi pedido também que os médicos façam uma listagem completa dos medicamentos utilizados por seus pacientes nesta faixa etária, para reduzir o consumo de drogas que aumentem o risco de quedas.

Segundo uma pesquisa apresentada durante o Congresso Europeu de Osteoporose e Osteoartrose de 2011, por estudiosos do Reino Unido e da Suécia, os gastos com as fraturas em cinco grandes países europeus (França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido) chegam a 31 bilhões de euros. A Alemanha lidera com 9,3 bilhões, seguida por Itália (6,7 bi) e Reino Unido (5,1 bi).

A maior parte destes gastos acontece com pessoas na terceira idade, no primeiro ano de tratamento após a fratura. Ainda segundo os pesquisadores, as fraturas de quadril atingiram 56% dos custos globais, as vertebrais 5%, as de pulso 2% e outras 37%.

“Com o aumento crescente da população idosa é preciso que as sociedades médicas sejam muito mais claras em relação às suas recomendações para prevenção de quedas, pois as fraturas decorrentes da osteoporose oneram os sistemas de saúde no mundo todo”, afirma o reumatologista e diretor do Instituto de Reumatologia e Doenças Osteoarticulares (Iredo), Sérgio Bontempi Lanzotti.

Atividades físicas

O exercício físico é fundamental para melhorar o equilíbrio, sendo o tai chi chuan recomendado por envolver movimentos lentos e controlados. A prática ainda ajuda a recuperar a confiança dos idosos. “O medo de cair pode levar as pessoas idosas a reduzirem a prática das atividades que gostavam. E, quanto menos exercícios, menor a capacidade real de executá-los”, diz o médico.

Segundo Lanzotti, exercícios de carga também apresentam resultados eficientes na prevenção da osteoporose. As atividades físicas regulares aumentam a massa e a força muscular, melhoram a coordenação e o equilíbrio e podem reduzir em até 25% o risco de quedas.

(*) Com MW Consultoria de Comunicação.

FONTE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...