Cada vez mais presentes no mundo on-line, eles começam a produzir seu próprio conteúdo.

Nos últimos dez anos, a Internet se tornou a paixão da professora aposentada Marisa Miani Cavalcanti, que mora em Mogi das Cruzes e em janeiro completará 60 anos. “Quando levanto pela manhã, depois de abrir as janelas de casa, ligo o computador, que permanece assim por todo o dia. À noite, faço minhas pesquisas, mexo com imagens e atualizo meu blog. Não vivo sem Internet”, conta. A vovó Baísa, como é chamada carinhosamente pela neta, mantém há cerca de quatro anos o blog “Eu que fiz” para vender seus trabalhos artesanais, além de fazer inúmeras amizades.
O filho André, que atualmente trabalha como webmaster, foi quem deu as primeiras dicas e ainda hoje orienta Marisa sobre as novidades do mercado. Ela também participa de fóruns e redes sociais como Orkut, Facebook e Twitter. A neta de oito anos que pratica natação não tem o mesmo interesse da avó pela Internet. “Meu filho criou um blog para ela sobre esportes, mas ela pouco mexe”, afirma Marisa.
A aposentada conta que gosta de viajar com o marido e aproveita para encontrar com as amigas virtuais, o que já aconteceu em cidade como Caxias do Sul (RS), Volta Redonda (RJ) e Campo Grande (MS). As vendas também ultrapassam fronteiras e, atualmente, Marisa prepara peças de bebê que serão enviadas para uma cliente de Recife (PE), que as encaminhará para a Alemanha.
A relação de Marisa com a Internet comprova o resultado de uma pesquisa realizada na Universidade de Brasília pela jornalista e doutora em Sociologia Janara Sousa, divulgada no início deste ano. Segundo ela, os idosos usam a Internet para conhecer pessoas, namorar, trocar receitas e até para se expressar por meio de poemas. Por outro lado, uma minoria produz conteúdo como é feito pela aposentada com seu blog. A pesquisadora acredita que com o aumento da população idosa, a participação deste grupo no universo on-line deve aumentar.
De acordo com dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados esta semana, a população idosa de Mogi, por exemplo, cresceu 55% em dez anos, totalizando 39.816 pessoas com 60 anos ou mais. As mulheres são a maioria entre os idosos de 60 a 64 anos.

Assessoria
A dica de Marisa para os idosos que desejam participar do universo on-line é comprar um computador e contratar aulas particulares com um profissional de confiança. Segundo ela, amigas da mesma faixa etária que optaram por cursos convencionais, acabaram desistindo. “Mesmo para a compra do computador é preciso ter uma assessoria. Na própria escola de informática, a pessoa pode encontrar um professor que possa trabalhar fora do horário”, aconselha a professora aposentada.

FONTE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...