Seguindo a tendência nacional, população de idosos na cidade cresce quase 50% na última década.

A população de idosos em Rio Preto aumentou 47,7% na última década e já supera o número de crianças com até nove anos.

É o que aponta detalhamento do Censo 2010 divulgado nesta sexta-feira (29) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Enquanto os rio-pretenses com mais de 60 anos representam 13,7% da população (56,3 mil pessoas), as crianças com até nove anos (46,4 mil) formam 11,3% da população. No total, a cidade conta com 408 mil habitantes.

Em 2000, os idosos (38,1 mil) representavam 10,6% do total de 358,5 mil habitantes e as crianças 14,7% (52,9 mil).

Para o sociólogo Luciano Alvarenga, esse envelhecimento da população se deve, basicamente, à vinda de aposentados para a cidade e à saída dos jovens para centros maiores, como a capital do estado.

“Os que conseguem uma boa formação, procuram cidades mais cosmopolitas para investir na carreira, enquanto os mais velhos buscam a relativa tranquilidade das cidades pequenas e médias do interior”, afirma o sociólogo.

Entre os rio-pretenses que curtem, com qualidade, a terceira fase da vida está o gerente de vendas Ailton Pagloari, 62. Ele se exercita diariamente por pelo menos uma hora e, mesmo aposentado há 10 anos, ainda trabalha.

“Rio Preto é uma ótima cidade para se viver. Não tem porque deixar de ser produtivo em lugar assim”, diz.

Para Luciano, apenas atitudes como a de Ailton podem garantir que, daqui a duas décadas, não haja diminuição da população economicamente ativa da cidade.

“A tendência é de que o número de crianças e jovens diminua nos próximos anos, como acontece atualmente na Europa. Como vamos ter mais idosos, é interessante ao país que eles não parem de trabalhar tão cedo”, afirma.

FONTE

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...