À medida em que a população brasileira envelhece, está aumentando o número de pessoas da terceira idade que moram sozinhas no país. Os médicos afirmam que é necessário tomar alguns cuidados para tornar a casa mais segura.

Com três filhos, oito netos e cinco bisnetos Diná do Amaral escolheu morar sozinha. Ela gosta de pintar, bordar, cantar e viajar. “Das capitais, eu acho que a única que eu não conheço é João Pessoa”.

Segundo o IBGE, quase 3 milhões de idosos moram sozinhos no país. Este número cresceu nos últimos anos e há muito mais mulheres do que homens nesta situação.

“Se a pessoa está bem, se ela tem uma autonomia funcional preservada, ela pode morar sozinha, sim”, conclui o geriatra Sabri Lakhdari.

A casa necessita de preparação e boa iluminação. Cuidados muito simples podem evitar alguns acidentes. “A recomendação é que não se tenha tapete. Se for realmente indispensável, que seja revestido por um tecido antiderrapante. Aqueles desníveis entre um cômodo e outro, temos que tomar cuidado com aquilo. O ideal é que tudo seja sempre no mesmo nível, para não haver riscos de tropeçarmos e caírmos”, diz Paulo Henrique Mendes de Araújo, ortopedista. Além disso, ele sugere que tudo deve ficar sempre à mão e que o calçado deve ficar firme no pé.

Para envelhecer com qualidade de vida, não há uma formula predefinida, mas o geriatra ensina um caminho. “Temos que nos manter ativos, tanto fisicamente quanto intelectualmente. Não adianta ficar se enchendo de vitamina e buscando um elixir da juventude, porque isso não existe. Além disso, deve-se tentar ser feliz e ter uma vida social importante, o isolamento certamente é prejudicial à saúde da pessoa”.

Fonte: G1 | Jornal Hoje

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...